Assembly

Data: 06 Feb 2015
“Uma verdadeira fusão entre tradição e tecnologia de ponta.”
1/3
2/3
3/3

Dos microcomponentes ao relógio acabado, cada detalhe conta ao montar um relógio Hublot.

No interior da vasta manufatura da Hublot, é possível testemunhar os mais tradicionais ofícios da relojoaria sendo empregados lado a lado com as mais avançadas tecnologias de fabricação, uma verdadeira fusão entre tradição e tecnologia de ponta.

O movimento Unico da Hublot, desenvolvido e manufaturado na empresa, por exemplo, é montado à mão com mais de 300 componentes individuais. Tipicamente, um relojoeiro recebe dos ateliês de produção um kit com todas as peças necessárias e, em seguida, monta essas peças em lotes de cerca de 25 movimentos simultaneamente.

Embora a maioria das peças do movimento seja montada à mão, a Hublot conta também com métodos automatizados e semiautomatizados tecnologicamente avançados para algumas tarefas, tais como a incrustação de rubis nas placas e pontes, bem como a aplicação da quantidade precisa de óleo lubrificante.

Uma vez concluídos os movimentos, os relógios finais são montados à mão por relojoeiros com base em suas respectivas funções. O processo se inicia com a fixação do movimento no mostrador, depois, os ponteiros são colocados e alinhados nele. Um relojoeiro testa em seguida todas as funções do relógio, tais como as do cronógrafo e do mecanismo de data rápida, sempre prestando atenção ao andamento dos ponteiros. O movimento e o mostrador são, então, intricadamente colocados na caixa do relógio, já previamente montada por outro relojoeiro especializado.

Uma vez que elementos externos, como a coroa e o botão, tenham sido acrescentados, as funções são testadas mais uma vez para garantir um funcionamento perfeito. Após o rotor oscilante do movimento ser aparafusado, o elemento final da caixa, que é o seu fundo, é afixado, e o relógio está pronto para ser submetido a testes de desempenho cronométrico e de resistência à água.

Por fim, a pulseira e a fivela são aparafusadas à caixa, e o relógio é selado em uma bolsa preenchida com gás de argônio para evitar oxidação e condensação; pronto para chegar ao cliente da Hublot.

O controle de qualidade do relógio é realizado a cada etapa de seu processo de montagem. Cada relojoeiro deve verificar o trabalho do relojoeiro anterior que cuidou da peça, conferindo se ela atende aos rígidos padrões de qualidade da Hublot. Caso seja identificado um problema em qualquer ponto da linha de montagem, o relógio retorna ao início da linha de produção para ser desmontado, e todo o processo começa outra vez.

No Departamento de Altas Complicações, a montagem funciona de modo bem mais tradicional. Dada a grande complexidade de relógios de altas complicações, incluindo as séries MP, os turbilhões e os relógios sonoros, tais peças são montadas individualmente à mão, do início ao fim, por um único relojoeiro, exigindo às vezes três meses para a finalização de um único relógio.