BIG BANG SANG BLEU

Data:
Categoria: PARCERIA, NOTÍCIAS E EVENTOS
O jogo de polígonos proporciona uma identidade visual marcada A arte da tatuagem reinterpretada no emblemático Big Bang.
1/18
2/18
3/18
4/18
5/18
6/18
7/18
8/18
9/18
10/18
11/18
12/18
13/18
14/18
15/18
16/18
17/18
18/18

Com harmonia e proporção, a Hublot e a Sang Bleu assinam uma peça original que intriga e chama a atenção. Sua construção lembra o simbolismo das formas geométricas, típicas da Sang Bleu. Ela evoca as relações harmoniosas e proporcionais que derivam do Homem Vitruviano de Leonardo da Vinci. São efeitos de simetrias que guiam o Homem desde seus primórdios e que estiveram no marco dos maiores projetos arquitetônicos do mundo; formas que caracterizam as criações de tatuagem de Maxime Büchi e que respondem às buscas pela perfeição e pelo culto dos símbolos que caracterizam seu trabalho.

Comemorado em fevereiro passado, durante a Fashion Week de Londres, a colaboração entre a Hublot e a Sang Bleu se expressou por meio de uma escultura de vidro e metal. Uma obra feita de formas singulares capazes de transpor no espaço os códigos visuais que definem a arquitetura do relógio. Pelo jogo sutil e a superposição de círculos e quadrados, um motivo único se esboça, evocando não apenas a quadratura do círculo, como também o ritmo do tempo de forma audaciosa. Uma estética que proporciona uma nova identidade visual ao nosso emblemático Big Bang.

Um Big Bang inédito, totalmente reformulado, com linhas biseladas, talhadas sob o efeito da geometria. O bisel arredondado do Big Bang acaba moldado na forma hexagonal. Facetas que dão um efeito tridimensional. O mostrador preto liso apresenta um realce e um largo anel acetinado, marcado com as horas. A fonte dos algarismos arábicos foi criada especialmente por Maxime Büchi para este guardião do tempo. Quanto ao contador dos segundos, ele aparece discretamente na escultura de metal que reveste o mostrador. Arredondados que contrastam com o conjunto da peça. Como se fosse para fortalecer seu espírito misterioso e dar ao tempo uma outra dimensão, não há nenhum ponteiro no mostrador. O tempo aparece por superposição de três discos rodiados em forma de octógono. O maior indica as horas; o menor, por sua vez, marca os minutos. Para facilitar a leitura do tempo, uma das pontas dos octógonos das horas e dos minutos é revestido com Superluminova. Por fim, os segundos transcorrem no centro, sobre um disco preto marcado com o H da Hublot e com a ampulheta estilizada da Sang Bleu.

Lançado em 200 peças, o Big Bang Sang Bleu titânio bate no ritmo do movimento manufatura Unico inteiramente remodelado sem cronógrafo e repensado para encadear o tempo por meio de três discos. Quanto à massa oscilante, sua silhueta reproduz a estética triangular do logotipo da Sang Bleu.

Os motivos do mostrador se prolongam até a caixa de 45 mm em titânio, gravado segundo a geometria da escultura. O Big Bang Sang Bleu é fixado em uma pulseira preta de couro de vitelo. Costurado na borracha, ele é marcado a quente em uma gradação que vai do preto ao cinza. Para marcar a colaboração, o logotipo da Sang Bleu foi gravado na parte traseira da pulseira.

Artigos relacionados