Movimentos Esqueleto

Data:
Categoria: TÉCNICA ARTESANAL
"Usando a arquitetura moderna como referência de design, os movimentos esqueleto da Hublot variam de ultrafinos, calibres exclusivamente de horário aos movimentos de altas complicações."  
1/3
2/3
3/3

Revelando a maravilha micromecânica interna.

Não há nada tão atraente como os batimentos do movimento esqueletizado de um relógio.

Originalmente concebidos durante o período do Iluminismo francês no século XVIII, os relógios esqueleto foram criados para permitir que o usuário entendesse como eles funcionavam. Embora não exista uma definição estrita ou conjunto de critérios que qualifiquem o movimento de um relógio como esqueleto, entende-se normalmente que seja um relógio em que tanto as ações internas de seu movimento ou mecanismo quanto suas engrenagens, barrilete e escapamento são visíveis através de um mostrador com fundo transparente e um movimento em que são mantidas apenas as peças necessárias, permitindo ao usuário admirar a ação do mecanismo de seu relógio.

Na relojoaria moderna, existem duas formas distintas de relógios esqueleto. O primeiro tipo, mais tradicional, é conhecido como movimento "esqueletizado" ou "trabalhado vazado", onde partes não essenciais são removidas manualmente, incluindo partes da placa principal, pontes de barriletes e quase todos os componentes estáticos. A parte esqueleto do movimento é então decorada, tipicamente com padronagens gravadas. Embora este método produza um movimento esqueleto classicamente elegante, ele limita os possíveis modelos, uma vez que sua base é um movimento padrão.

A manufatura Hublot usa uma abordagem mais moderna para fazer relógios esqueleto: os movimentos são projetados e manufaturados a partir do zero para permitir a visibilidade do maior número de componentes móveis possíveis, mantendo ao mesmo tempo um código estético único.

Usando a arquitetura moderna como referência de design, os movimentos esqueleto da Hublot variam de ultrafinos, calibres exclusivamente de horário aos movimentos de altas complicações. Com vários acabamentos diferentes e tratamentos de superfície possíveis em um movimento, incluindo a cravação de diamantes e componentes de vidro, na arte dos relógios esqueleto a Hublot se expressa das formas mais modernas.

Artigos relacionados